Notícias

Facebook News: vem aí uma nova secção de notícias

A rede social Facebook anunciou o lançamento de uma nova funcionalidade: Facebook News. Onde é que eu já ouvi falar nisto? Ah esperem, a tentativa anterior chamava-se Trending Topics e acabou por ser um tremendo fracasso.

Histórias anteriores à parte, eis que é lançado nos Estados Unidos uma nova secção de notícias, dentro do Facebook. De facto não é novidade que o bixinho das notícias esteve sempre lá e que a rede social havia de arranjar forma de voltar a incluir matéria noticiosa dentro da rede. E é fácil de perceber porquê. Se as pessoas partilham notícias com os seus amigos e seguidores é porque existe essa procura pela atualidade. Ora o ideal é que as pessoas não tenham que sair da rede social para lerem as notícias, afinal quanto mais tempo ficam com o feed aberto, mais valiosa a rede se torna para os anunciantes. É tudo uma questão de dinheiro.

Mas análises à parte, vamos lá perceber em que consiste esta novidade. Facebook News é um separador dedicado a notícias que, para já, só está disponível para os Estados Unidos, e que inclui artigos noticiosos de órgãos de comunicação verificados pela empresa de Zuckerberg. O novo serviço inclui:

  • notícias do dia
  • uma secção com notícias personalizadas consoante as preferências do utilizador
  • divisão por tópicos
  • subscrições que o utilizador já possua em determinados meios
[facebook url=”https://www.facebook.com/facebook/videos/760224997739191/” /]

A ideia parece ser construir um produto em conjunto com os meios de comunicação social, consultando-os durante o processo. Além disso, a empresa vai pagar a alguns media, tais como o Wall Street Journal, para estar presente nesta ferramenta.

Este novo produto será totalmente personalizável consoante as preferências do utilizador, podendo este selecionar tanto o que quer ver como aquilo que não tem interesse de consultar. Por outro lado, e como forma de dar voz a meios locais e independentes, a secção de notícias do dia irá ser trabalhada por uma equipa de curadores independente que selecionará as histórias consoante linhas de orientação específicas publicadas no site do produto.

Até aqui parece tudo certo. Se já existem notícias na rede social agora passa a haver uma secção dedicada ao tema e com autores legítimos e autênticos, certificados pelo próprio Facebook. Mas nestas coisas nunca se sabe, e como a ferramenta ainda não foi aberta ao mundo, vamos esperar para ver como corre esta fase de testes.

Aguardemos por novos desenvolvimentos.