internet
Notícias

28 de Janeiro: Dia Internacional da Privacidade de Dados

Sabe que dia é hoje? Terça-feira, sim certo. Mas também é o Dia Internacional da Privacidade de Dados e como o termo “internacional” indica, celebra-se em todo o lado.

Quando se assinala uma data em determinado dia procura-se que o assunto em questão seja relembrado e debatido. Neste caso em específico, a data foi instituída no ano de 2006, durante o Conselho da Europa. E porquê o dia 28 de janeiro? Porque tinha sido nesse mesmo dia, em 1981 que se estabeleceu a Convenção 108, uma decisiva a fim de proteger as pessoas relativamente ao tratamento automatizado de dados pessoais.

Assim, o objetivo do dia de hoje é basicamente sensibilizar para esta temática, não só os cidadãos como as entidades públicas e privadas. É muito importante proteger os dados pessoais e, acima de tudo, é importante que os cidadãos percebam que têm direitos sobre os seus dados.

Lembre-se: os dados são o petróleo do futuro. E até diria mais, já o são hoje em dia. De certeza que já pesquisou alguma coisa na internet e logo a seguir, ao abrir determinado site começou a ver publicidade relacionada com aquilo que tinha pesquisado. Certo? Ou, quem sabe, já enviou alguma mensagem a comentar que estava doente e entretanto deparou-se com anúncios de medicamentos? Isso são os seus dados, a circular por aqui e por ali e os algoritmos a direcionarem os anúncios consoante o seu comportamento. A este respeito, aconselho muito que assista ao documentário The Great Hack, da Netflix.

De qualquer forma, na Europa foi implementado o RGPD (Regulamento Geral de Proteção de Dados) no sentido de harmonizar as leis da privacidade em todo o espaço europeu. Em Portugal, a organização responsável é a Comissão Nacional da Proteção de Dados (CNPD) e, portanto, é aqui que deve recorrer se precisar de qualquer tipo de informação sobre a proteção dos seus dados.