megxit
Campanhas de mestre

Campanhas de mestre: Megxit

Hoje vamos inaugurar uma nova rúbrica: campanhas de mestre. E começamos logo com o assunto do momento, ou seja, o Megxit. Não sabe do que estou a falar? Olhe que sabe…

Já lhe vou explicar o que é o Megxit, mas agora queria começar com uma breve intro do que será esta rúbrica. Sendo que o assunto do blog é marketing, digital e afins, acho muito interessante estudar exemplos bons. Todos os dias há campanhas de marketing ou de publicidade simplesmente fantásticas e com resultados incríveis e, se queremos de alguma forma vingar neste mundo tão competitivo, teremos que fazer melhor. A fasquia cada vez sobe mais e, se não soubermos em que patamar se encontra, como é que vamos igualar?

Portanto, é sempre bom conhecer o “concorrente”, saber o que está a ser feito por outros profissionais e aprender com esses exemplos. Dito isto, vamos ao megxit.

Megxit: de que falas?

O anúncio caiu que nem uma bomba. Foi através de um post no Instagram que os duques de Sussex anunciaram que queriam ser independentes da família real britânica. Harry e Meghan Markle chocaram o mundo com esta decisão e, pelos vistos, a raínha também. Já que a família não havia sido informada previamente. E, claro, a internet não perdeu tempo e criou, imediatamente uma hashtag para o tema: Megxit, de Meghan e exit. Uma brincadeira alusiva ao Brexit, compreendem?

E é só isto, Megxit é o termo que passou a ser utilizado em todo o tipo de notícias para se referir à saída de Meghan e de Harry da família real e da sua mudança para o Canadá.

O Megxit e as campanhas de marketing

Na minha opinião, as empresas têm muito a ganhar por estarem em cima do acontecimento. Adaptarem os seus conteúdos à atualidade é algo diferenciador que mostra dinamismo e sentido de oportunidade. Há muitas marcas que planeiam os seus conteúdos com antecedência e  que ficam por aí, não aproveitam estas notícias para se destacarem. Fica a dica, acho que têm muito a ganhar.

Uma empresa que aproveitou logo o Megxit para “brinca” com a situação foi O Burger King. Na conta de Instagram da Argentina, a empresa chegou-se à frente e ofereceu trabalho ao casal.

Mas a Ikea também aproveitou a oportunidade para brincar um pouco com a situação. Como Meghan e Harry decidiram que iriam passar mais tempo no Canadá, a Ikea ofereceu imediatamente ajuda para as mudanças! No seu post, a empresa apoiou a decisão do casal, dizendo: “Meghan, Harry, nós compreendemos, somos feitos para mudar” e ainda promoveu as caixas de cartão da marca.

Escusado será dizer que ambos posts ficaram virais. Imediatamente.

E merchandising?

A história ainda está a correr, os pormenores do Megxit ainda não foram definidos mas já existe merchandise. Ah pois é. Na Amazon, por exemplo, é possível encontrar mais de 250 items à venda. Há todo o tipo de produtos, desde camisolas, canecas, sacos, etc. É só escolher.

Estes são alguns exemplos de como as empresas se mostram estar atentas às notícias atuais e procuram destacar-se precisamente por isso, e claro, aproveitando para promover os seus produtos.